Chega o final do ano e, com ele, começam as retrospectivas. É a época de refletir sobre tudo o que aconteceu, qual o foco que vamos querer dar para o novo período que se aproxima e por aí vai. Não poderia ficar de fora dessa e, por isso, hoje vou relembrar as principais tendências em decoração que marcaram 2014.

O mundo do design, assim como o mundo da moda, tem calendário próprio. E, sem dúvida, a melhor época para acompanhar os lançamentos das grandes empresas e marcas do setor é durante a Design Week, que ocorre todo ano em Milão, em abril. É quando conhecemos os acabamentos que vamos desejar e deverão invadir as vitrines das principais lojas especializadas do mundo, envolvendo móveis, luminárias, eletrodomésticos...

Vistas em primeira mão na feira italiana, a maioria das tendências que vamos citar aqui nessa retrospectiva foram se consagrando durante todo o ano de 2014, tanto no exterior quanto no Brasil. Vamos lá?

Em termos de revestimentos, dois grandes grupos se destacaram: acabamentos metálicos e em três dimensões. Materiais reflexivos já são tradicionais em luminárias e paineis, mas, nesse ano, vimos que o efeito metálico ultrapassou essas fronteiras e chegou ao mobiliário, como cadeiras e mesas, e, principalmente, a azulejos e porcelanatos. A tendência deu tão certo que, hoje, já existem diversas marcas nacionais investindo na ideia. O mesmo ocorreu com os padrões em três dimensões – mosaicos com peças de diferentes profundidades e espessuras podem ser vistos tanto em ambientes residenciais quanto comerciais. Como tudo o que é novidade, contudo, esses acabamentos ainda têm um custo um pouco elevado quando comparados com os tradicionais. Sendo assim, a sugestão é que você escolha uma parede especial, não muito extensa, para dar um charme especial com esse tipo de revestimento sem pesar muito no seu bolso.

Outra tendência – que começou a aparecer nos últimos anos e se fortaleceu em 2014 – são os móveis transformáveis. Com espaços cada vez menores e o metro quadrado cada vez mais caro, qualquer ideia que tire o maior proveito do espaço existente de forma funcional é válida. Por isso, as empresas têm investido em pesquisa e desenvolvimento de protótipos que possam se transformar e exercer mais de uma função ao mesmo tempo. Sem dúvida, essa característica ainda será aposta nos próximos anos e, dificilmente, sairá de moda.

 

Em termos de cubas e metais para cozinhas e banheiros, destacaram-se as peças com superfície contínua. Se, há alguns anos, a tendência eram cubas altas e de apoio, contrastando com o granito ou mármore do tampo, atualmente, o mercado está tomando outra direção. Materiais industrializados que garantem uma peça única são a pedida da vez! Particularmente, adoro. São cubas mais fáceis de limpar e, por terem maior área para apoio, são superpráticas e charmosas!

Sustentabilidade também está em voga. Cada vez mais as pessoas e, principalmente, as empresas percebem como é importante minimizar os impactos gerados à natureza pela atividade industrial. Pequenas atitudes demonstram a preocupação de todos com essa questão. Um indicativo é o uso de vegetação (em forma de flores ou horta de temperos) no interior de apartamentos (já viu as dicas de como incoporar vegetação em seu lar?). O reaproveitamento de móveis antigos, com toques vintage, por exemplo, é outra prova de como transformar e aproveitar peças que já existem virou tendência e todos têm consciência de seu dever com o meu ambiente.